Economia Comportamental Aplicada às Políticas Públicas

Público-Alvo

Esta turma faz parte do Acordo de Cooperação com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH).

Público preferencial: Servidores que atuam no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e servidores integrantes das carreiras atendidas pelo Programa de Aperfeiçoamento para Carreiras da Enap.

Servidores das carreiras: Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG); Analista de Planejamento e Orçamento (APO); Analista Técnico de Políticas Sociais (ATPS); Auditor Federal de Finanças e Controle (AFFC); Analista de Comércio Exterior (ACE); Analista de Infraestrutura (AIE); Especialista em Infraestrutura Sênior (EIE); Analista em Tecnologia da Informação (ATI); Analista e Especialista em Regulação (ER); Tributária e Aduaneira da Receita Federal do Brasil (CTARFB); Procurador da Fazenda Nacional (PFN); e Técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA (TPP).

Objetivos de Aprendizagem

Ao final do curso, o participante será capaz de compreender a evolução e os principais conceitos do campo da economia comportamental e suas implicações para a prática das políticas públicas; aplicar o instrumental teórico e conceitual abordado ao aprimoramento de políticas públicas em situações concretas.

Metodologia

Os conteúdos serão ministrados por meio de aulas expositivas, nas quais serão apresentados os principais conceitos e desenvolvidos exercícios práticos para estimular a compreensão e a participação dos alunos. Serão ainda utilizados estudos de caso. Será solicitada a leitura de pelo menos um item que conste da literatura obrigatória previamente a cada aula. Leituras complementares são aconselháveis a partir de interesses específicos dos alunos.

  • Os conceitos-chave serão abordados por meio de estratégias complementares:
    • Exposição teórica pelo professor;
    • Exercícios em grupos para experienciar o conceito;
    • Discussão em plenária sobre possíveis implicações na área de trabalho de cada um (sobre o conteúdo ou o processo de trabalho);
    • Apresentação de experiências concretas de aplicação extraídas da literatura.
  • Serão ainda utilizados estudos de caso e apresentadas experiências internacionais em economia comportamental voltada ao aprimoramento das políticas públicas.
  • Será solicitada a leitura de pelo menos um item que conste da literatura obrigatória previamente a cada aula.  Leituras complementares são aconselháveis a partir de interesses específicos dos alunos.

Principais Tópicos

Introdução ao campo da economia comportamental e suas implicações para as políticas públicas. Teoria neoclássica e o modelo do agente racional. Questionamentos à teoria neoclássica e ao modelo do homo economicus. Processo decisório em políticas públicas: modelos prescritivos e descritivos. Ciências comportamentais aplicadas aos processos decisórios: aspectos cognitivos, emocionais e sociais. Racionalidade limitada. Heurísticas e vieses. Modelos duais de processamento mental. Teoria prospectiva. Autocontrole limitado e escolhas intertemporais. Auto-interesse limitado e comportamento altruísta. Processos mentais relacionados à escassez. Motivação, normas sociais e identidade. Atenção limitada. Estruturação dos processos decisórios. Paternalismo libertário, arquitetura da escolha e o emprego de ‘nudges’. Aplicação a casos de políticas públicas: saúde, combate à pobreza, previdência, dentre outros. Experiências internacionais em economia comportamental voltadas ao aprimoramento das políticas públicas.

Outras informações

Docentes: Antonio Claret Campos Filho e Luis Henrique da Silva de Paiva

 

Turma 03/2019 - Noturno

Período: 29 e 30 de outubro e 04, 05, 07 e 14 de novembro de 2019.

Horário: das 18h30 às 22h.

Carga-horária: 30 horas - 21h presenciais e 9h não presenciais.

 

Áreas de Interesse

  • Políticas Econômicas
  • Políticas Públicas
  • Gov.br - Liderança e Inovação
  • Gestão Pública

Turmas

Nenhuma turma para este ano até o momento.

Presencial

30 horas

Aperfeiçoamento para Carreiras